Uso do computador no colo pode levar a infertilidade masculina

[08/02/2016]

Se ser pai está nos seus planos, é bom evitar um hábito bem comum: apoiar o computador portátil no colo. De acordo com Alberto Stein, urologista da Insemine - Centro de Reprodução Humana, o calor excessivo ge­rado pelo computador pode levar a infertilidade transitória ou até permanente. Isso porque o contato com a máquina aumenta a temperatura nos testículos em até 2,5ºC, o que pode afetar a produção, a forma e a velocidade dos espermatozoides.


"Os espermatozoides não sobrevivem a temperaturas altas. E a natureza sendo perfeita, colocou os testículos na bolsa escrotal para que a sua temperatura fique de 1 a 2,5°C abaixo da temperatura do corpo, podendo os espermatozoides se desenvolverem adequadamente, disse Dr. Stein. Segundo o médico, o calor gerado pe­lo computador, muito próximo dos órgãos re­produtivos masculinos, faz a temperatura au­mentar, prejudicando o crescimento e desenvolvimento dos espermatozoides.


De acordo com o especialista, esse prejuízo compromete a fertilidade masculina. Por isso, é recomendável que os homens utilizem sempre uma mesa ou algum suporte que deixe o aparelho longe dos testículos. Estudos que relacionam o uso de computadores portáteis no colo à redução da fertilidade masculina ainda estão em desenvolvimento, principalmente nos Estados Unidos. "Mesmo que ainda não sejam conclusivos, os estudos já sinalizam que existe essa relação. Os homens, portanto, devem estar atentos a esse hábito", e evitá-lo, declara Stein.


Leia Também: As 5 melhores TVs da maior feira de tecnologia dos EUA


Ondas inofensivas


Há alguns anos, o computador já foi alvo de preocupação relacionada ao mesmo assunto, mas por razões diferentes. Um estudo de 2011, publicado no jornal de Fertilidade e Esterilidade da Sociedade Americana de Medicina Re­produtiva, associou a exposição de radiação eletromagnética de um notebook conectado ao Wi-Fi à perda de mobilidade por espermatozoide.


Na mesma época, porém, um especialista negou a ideia. Dr. Robert Oates, presidente da Sociedade de Reprodução Masculina e Urologia dos Estados Unidos, explicou que as conclusões do estudo só foram possíveis em um "ambiente completamente artificial" e não se aplicam a um notebook no colo. "O estudo é cientificamente interessante, mas não tem qualquer relevância biológica humana". Hoje, já é o calor que traz preocupação. E até que se prove o contrário, é melhor evitar.

Outras Noticias

[13/10/2017] -

10 dicas para fazer seu PC funcionar mais rápido

O passar dos anos normalmente é cruel com os computadores, principalmente os com Windows. É normal eles perderem desempenho e tarefas que antes pareciam triviais começarem a demorar uma eternidade para serem concluídas. Há algumas soluções que podem ajudar a acelerar o desempenho do seu computador que parece estar nos últimos dias.

[13/10/2017] -

12 Dicas para Economizar Tinta na Sua Impressora

Um dos maiores vilões para quem utiliza impressoras é o alto gasto com recargas e cartuchos de tinta. A verdade é que os cartuchos custam bem caro, e tendem a secar mais rápido do que você espera. Porém, com o passar do tempo, aprendemos que não precisa ser assim. Economize tinta e dinheiro seguindo nossas dicas sobre como utilizar sua impressora de maneira inteligente.

[09/10/2017] -

Impressora não aparece no Windows 10, como resolver?

Se você tem uma impressora antiga e o Windows 10 não consegue detectá-la imediatamente, é possível dar uma ‘força’ ao sistema para que ele reconheça o dispositivo de forma automática. No entanto, nem sempre esse procedimento funciona; caso a impressora não apareça na lista de dispositivos, você precisará instalar o driver manualmente.