Primeiro modem 5G para smartphones

[22/10/2016]

A Qualcomm anunciou ontem durante o seu evento 4G/5G Summit o Qualcomm X50, o primeiro modem para smartphones compatível com redes móveis 5G. Segundo a empresa, o modem será capaz de oferecer taxas de transferência de até 5Gbps quando estiver na área de cobertura de redes compatíveis.


Leia Também: Apple registra novo produto, a TV 4K


Para comparação, a velocidade média em redes 4G nos Estados Unidos é de cerca de 13,5Mbps segundo um relatório da OpenSignal. Dessa forma, o modem da Qualcomm será compatível com velocidades quase 400 vezes mais rápidas que as atuais, conforme o The Next Web aponta. O vídeo de anúncio do componente pode ser visto abaixo:



Tecnologia 5G

Segundo a Qualcomm, as redes 5G conseguirão oferecer bandas muito mais largas que as redes 4G graças ao espectro mais amplo disponível em suas frequências. Nessas frequências, o comprimento das ondas eletromagnéticas é de apenas alguns milímetros, e portanto as ondas desse espectro são chamadas de mmWave.

No entanto, o problema é que as ondas mmWave não conseguem viajar muito longe, e em alguns casos sequer conseguem atravessar paredes. As redes 4G, por sua vez, têm comprimento de alguns centímetros, e se deslocam com mais facilidade. Mais informações sobre essa tecnologia podem ser vistas nesse infográfico (em inglês) da própria Qualcomm (pdf).

Contornando essa situação, a Qualcomm equipou o modem X50 com um número muito maior de antenas. Isso é possível porque como o comprimento de onda das redes 5G é menor, as antenas podem ser menores também. Além disso, o modem usa uma série de algoritmos de roteamento e de busca por sinal para encontrar a melhor conexão possível em qualquer situação.

Mesmo assim, a empresa reconhece que o acesso a esse sinal pode ainda ser limitado. Por isso, a empresa anunciou na mesma ocasião um modem 4G compatível com velocidades de até 1Gbps. A ideia da empresa é que os dois modems sejam pareados em dispositivos móveis para que uma boa conexão móvel possa ser acessada em qualquer ocasião.

Ainda tá longe

Esse modem, segundo a Qualcomm, representa uma primeira geração de componentes compatíveis com a tecnologia. A empresa pretende disponibilizá-lo a fabricantes de smartphones e tablets na segunda metade de 2017, e prevê que os primeiros dispositivos compatíveis serão lançados no primeiro semestre de 2018.

Deve levar ainda mais tempo, contudo, para que as redes 5G cheguem até nós. Isso porque ainda que o modem da Qualcomm seja compatível com essas redes, ele ainda depende de que as operadoras ofereçam essas redes - o que ainda deve levar mais tempo. As estimativas da Huawei e da Samsung são de que elas cheguem até 2020, e o prefeito de Londres deu esse mesmo prazo.

Toda a infraestrutura de redes móveis deverá passar por uma mudança antes disso, segundo a Forbes. Além de satélites e antenas transmitindo sinais 5G, as operadoras também precisarão instalar células menores dentro de edificações para contornar o fato de que as ondas da rede 5G não são boas em atravessar paredes.

Via: olhardigital

Outras Noticias

[13/10/2017] -

10 dicas para fazer seu PC funcionar mais rápido

O passar dos anos normalmente é cruel com os computadores, principalmente os com Windows. É normal eles perderem desempenho e tarefas que antes pareciam triviais começarem a demorar uma eternidade para serem concluídas. Há algumas soluções que podem ajudar a acelerar o desempenho do seu computador que parece estar nos últimos dias.

[13/10/2017] -

12 Dicas para Economizar Tinta na Sua Impressora

Um dos maiores vilões para quem utiliza impressoras é o alto gasto com recargas e cartuchos de tinta. A verdade é que os cartuchos custam bem caro, e tendem a secar mais rápido do que você espera. Porém, com o passar do tempo, aprendemos que não precisa ser assim. Economize tinta e dinheiro seguindo nossas dicas sobre como utilizar sua impressora de maneira inteligente.

[09/10/2017] -

Impressora não aparece no Windows 10, como resolver?

Se você tem uma impressora antiga e o Windows 10 não consegue detectá-la imediatamente, é possível dar uma ‘força’ ao sistema para que ele reconheça o dispositivo de forma automática. No entanto, nem sempre esse procedimento funciona; caso a impressora não apareça na lista de dispositivos, você precisará instalar o driver manualmente.