O que saber antes de alugar um Projetor?

[18/11/2016]


Escolher como alugar um projetor pode ser uma tarefa cansativa para quem não é especialista. A tendência de “quanto maior os números, melhor” nem sempre é verdadeira, o que pode levar ao consumidor a adquirir um aparelho inadequado para as suas necessidades.


Leia Também: Como compartilhar uma impressora entre dois Computadores


No guia a seguir, mostramos tudo o que é preciso saber antes de alugar um projetor, avaliando características como brilho, resolução, contraste e fidelidade de cores dentro de cada perfil de uso. Confira e saiba como escolher o melhor aparelho para o seu dia a dia.


Interior versus Exterior


A primeira coisa a considerar é onde ficará o projetor. Salas e outros ambientes internos oferecem controle sobre a luminosidade e, portanto, exigem menos do projetor. Aparelhos com menos de 1.000 lúmens funcionarão apenas em em salas pequenas, que puderem ter a luz apagada. Para cômodos medianos a grandes, prefira modelos entre 2.000 e 4.000 lúmens.




[caption id="" align="aligncenter" width="695"]Ambientes escuros exigem menor quantidade de lúmens (Foto: Isadora Díaz/TechTudo) Ambientes escuros exigem menor quantidade de lúmens (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)[/caption]

Se  você pretende colocar o aparelho ao ar livre, porém, as especificações precisarão ser mais potentes. Nesses casos, é necessário que o dispositivo apresente alta taxa de brilho, a partir de 4.000 lúmens. Também é recomendável resolução e contraste superiores, já que a luz natural poderá deixar as imagens apagadas.

Casa ou trabalho?


Outro fator primordial é como o projetor será utilizado. Se for para o escritório, o mais provável é que o aparelho exiba imagens estáticas na maior parte do tempo, como apresentações no PowerPoint, gráficos e planilhas. Para esse tipo de uso, um projetor com resolução SVGA (800 x 600 pixels) ou XGA (1024 x 768) é suficiente.


Caso você queira um projetor para exibir filmes e jogos, opte por definições mais altas. Modelos Full HD (1920 x 1080) e WUXGA (1920 x 1200) são os mais indicados, mas resoluções HD (1280 x 720) e WXGA (1280 x 800 pixels) também podem ser boas saídas, especialmente nas salas escuras. Nesse cenário, aparelhos de 2.500 lúmens dão conta do recado.


Já existem projetores 4K disponíveis no mercado, mas a quantidade de conteúdo disponível e o preço dos aparelhos não compensam a compra, o melhor custo benefício é alugar um projetor com a Compumake. Eles farão mais sentido em projeções com mais de 150 polegadas e ao ao livre, que exigem ainda brilho acima de 4.000 lúmens. Eventos como shows, teatros ou arenas esportivas podem exigir projetores de até 20 mil lúmens, dependendo da iluminação local e tamanho da projeção.




[caption id="" align="aligncenter" width="695"]Grandes eventos exigem projetores potentes, como os  PT-DZ21KU e PT-RZ670U, da Panasonic (Foto: Larissa Ferrari/TechTudo) Grandes eventos exigem projetores potentes, como os PT-DZ21KU e PT-RZ670U, da Panasonic (Foto: Larissa Ferrari/TechTudo)[/caption]

Brilho em cores e brilho em branco


O brilho do projetor é medido em lúmens e, regra geral, quanto maior esse número, melhor. Quando se fala no brilho genericamente, refere-se ao brilho em branco, também chamado de “white brightness” ou “white light output“.


No entanto, há também o brilho em cores (“color brightness” ou “color light output“), que determina o quão brilhante as cores são projetadas. Confira as especificações do modelo desejado e compare os dois valores. Idealmente, o brilho em cores deve ser igual ao brilho em branco, o que garantirá tons vivos e nítidos.




[caption id="" align="aligncenter" width="695"]Brilho em cores alto garante maior fidelidade dos tons (Foto: Thássius Veloso/TechTudo) Brilho em cores alto garante maior fidelidade dos tons (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)[/caption]

 

Tecnologia


Algo que impacta diretamente na fidelidade de cores, tratada no tópico anterior, é a tecnologia do projetor. A maior parte dos modelos à venda é DLP (sigla em inglês para Digital Light Processing), cujas peças móveis fazem girar um disco de cores em alta velocidade. Esse processo forma uma imagem virtual na tela de projeção, que resulta em uma imagem de mais baixa qualidade e menor brilho em cores.




[caption id="" align="aligncenter" width="695"]Projetores de LCD entregam imagens melhores do que DLP (Foto: Thássius Veloso/TechTudo) Projetores de LCD entregam imagens melhores do que DLP (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)[/caption]

 

Os  projetores de LCD possuem painéis de cristal líquido em seu interior, que emitem imagens reais e sem perdas de luz, resultando em melhor qualidade. Há ainda projetores de LCoS (“Liquid Crystal on Silicon”, ou “Cristal Líquido em Silício”), que proporcionam projeções com cores ainda fiéis, porém são mais caros e mais pesados.


Conexões


É preciso avaliar a fonte das imagens para decidir quais conexões o projetor deve possuir. A maior parte dos computadores tem conectividades VGA e HDMI, portanto é preciso que o dispositivo também tenha essas entradas. Caso a ideia seja realizar projeções do tablet ou smartphone, dê preferência a modelos com conectividade wireless.




[caption id="" align="aligncenter" width="695"]Entradas HDMI e VGA são as mais usadas para computadores (Foto: Isadora Díaz/TechTudo) Entradas HDMI e VGA são as mais usadas para computadores (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)[/caption]

 

Via: techtudo

 

 

Outras Noticias

[13/10/2017] -

10 dicas para fazer seu PC funcionar mais rápido

O passar dos anos normalmente é cruel com os computadores, principalmente os com Windows. É normal eles perderem desempenho e tarefas que antes pareciam triviais começarem a demorar uma eternidade para serem concluídas. Há algumas soluções que podem ajudar a acelerar o desempenho do seu computador que parece estar nos últimos dias.

[13/10/2017] -

12 Dicas para Economizar Tinta na Sua Impressora

Um dos maiores vilões para quem utiliza impressoras é o alto gasto com recargas e cartuchos de tinta. A verdade é que os cartuchos custam bem caro, e tendem a secar mais rápido do que você espera. Porém, com o passar do tempo, aprendemos que não precisa ser assim. Economize tinta e dinheiro seguindo nossas dicas sobre como utilizar sua impressora de maneira inteligente.

[09/10/2017] -

Impressora não aparece no Windows 10, como resolver?

Se você tem uma impressora antiga e o Windows 10 não consegue detectá-la imediatamente, é possível dar uma ‘força’ ao sistema para que ele reconheça o dispositivo de forma automática. No entanto, nem sempre esse procedimento funciona; caso a impressora não apareça na lista de dispositivos, você precisará instalar o driver manualmente.